quarta-feira, 15 de abril de 2009

Crise dos 3 Meses...


Fala aí se não é pra morrer de amor?
Meus filhos são lindos!!!

Vc já ouviu falar na Crise dos 3 Meses?
Eis um artigo muito valioso:

A Crise dos 3 Meses

"Por volta de 2-3 meses de idade, alguns bebês tornam-se tão eficientes na mamada que são capazes de mamar tudo o que precisam em 5 ou 7 minutos, algumas vezes em 3 minutos. Se ninguém disso isso para a mãe e ela espera que a criança fique no seio por “pelo menos 10 minutos”, ela vai achar que seu filho não está mamando o suficiente, como esta mãe aqui:

Eu tenho uma filha de 4 meses. Meu problema é que não sei se ela está mamando o suficiente. Ela passa somente 3-4 minutos no peito e eu fico com receio de que ela não está mamando leite suficiente. Quando ela tinha 2 meses, ela mamava por 10 minutos de um lado e 5 do outro e ganhava peso rapidamente; agora ela está caindo na curva de crescimento.

Eu também notei que meus seios não enchem mais como antes, eles chegavam até a vazar!

O que mais me intriga é que nos primeiros 2 minutos ela engole muito leite, bem rápido e e depois começa a tirar a boca do peito e a colocar novamente, sem ficar quieta. Eu tenho que alternar os lados e tentar posições diferentes para ela mamar ao menos 10 minutos. Eu me pergunto se ela faz isso porque ainda está com fome.

Outra coisa que me preocupa é que ela está mamando mais vezes, especialmente de noite. Ela dormia 5-6 horas seguidas de noite, agora dorme no máximo 3-4 horas, até menos.

O pediatra me disse que eu posso começar a dar leite artificial na mamadeira. Já tentei, mas ela não aceita, mesmo que outra pessoa ofereça a mamadeira.


O caso desta mãe ilustra bem a crise dos 3 meses de idade:

1. O bebê que mamava 10 minutos agora termina em 5 minutos ou menos.
2. Os seios, antes cheios e pesados, agora estão macios e “vazios”.
3. O leite não vaza mais.
4. O ganho de peso do bebê diminui.

Tudo isso é absolutamente normal. O engurgitamento das mamas nas primeiras semanas pós-parto não tem nada a ver com a quantidade de leite produzida e sim com uma inflamação temporária que acontece no início da lactação. Mamas cheias e vazamento são problemas iniciais, que desaparecem assim que a amamentação está estabelecida.

E a diminuição no ganho de peso, claro, é esperada. Os bebês ganham menos e menos peso a cada mês que passa. É por isso que as curvas de crescimento são curvas e não retas. Entre 1 e 2 meses, uma menina amamentada ao seio ganha tipicamenate 400g a 1,3 kg, com a média sendo um pouco acima de 800g. Eliminamos o primeiro mês, porque sempre há perda de peso e depois ganho, o que faz a conta final muito variável. SE o bebê fosse continuar ganhando peso neste padrão, em 1 ano ganharia 5 a 15 kg, com média de 10 kg. Na realidade, durante o primeiro ano de vida, meninas ganham entre 4,5 a 6,5 kg, com a média sendo 5,5kg. Em outras palavras, uma menina que ganhou 500g no primeiro mês de vida (alguns podem achar muito pouco, mas na realidade é normal) ganhará menos peso eventualmente. Todos os pesos são medidas aproximadas. Meninos geralmente ganham um pouco mais que meninas.


Claro que o bebê da mãe do exemplo não aceitou a mamadeira com complemento; ela não estava com fome. Infelizmente nem todos os bebês mostram tal controle e, algumas vezes, especialmente se a mãe insiste muito, eles tomam a mamadeira msmo sem estarem com fome.

Se alguém tivesse explicado a esta mãe o que estaria para acontecer no terceiro mês, ela não teria se preocupado. Mas a mudança inesperada deixou-a insegura. Mesmo assim, se ela estivesse confiante na própria habilidade para amamentar, ela não teria se estressado. A explicação mais lógica para todas as mudanças é “eu tenho tanto leite que minha filha fica cheia em 3 minutos”. Mas o medo do fracasso na amamentação é tão incutido em nossa sociedade, que não importa o que acontece, a mãe sempre pensa (ou é convencida a pensar) que ela não tem leite suficiente.
A mãe também se preocupa com outro mito moderno: que as crianças, à medida em que o tempo passa, aprender a dormir mais. Na realidade, as crianças passam mais tempo acordadas quando vão crescendo. É verdade que um dia elas dormirão mais horas seguidas e vão começar a dormir a noite inteira, mas dificilmente isso acontece aos 4 meses de idade. Entre o nascimento e 4 meses de vida, é mais provável que você observe seu bebê dormindo menos. Muitos bebês mamam várias vezes por noite durante os primeiros anos de vida (o que é muito mais fácil que preparar mamadeiras de madrugada, especialmente se o bebê dorme na mesma cama que a mãe).

A mãe do exemplo já começou a forçar a filha a comer. É um beco sem saída. É fácil deduzir que, a menos que a mãe decida mudar radicalmente seus hábitos, a introdução de sólidos será uma luta."

Retirado, na íntegra, de My Child Won't Eat, do pediatra Carlos González, recomendado pela La Leche League.


Que bom que hoje em dia temos várias informações como esta!!!
Aqui em casa tá meio complicado ultimamente, além da crise dos 3 meses estamos passando por um "pico de crescimento".
No próximo post eu coloco um artigo sobre o assunto.

Bjos

6 comentários:

Marina Kieling disse...

Sim sou do e-familynet
Obrigada pela atenção flor...
e carinho...
seus filhotes são lindossss mesmo viu...
Parabéns...
é eu descobri que não tenho SOP graças a Deus, estou com um cisto no ovario direito mais logo saii...
Obrigada viu...
Deus abençoe vcs todos..
beijocas

Janaina disse...

Olá!

Encontrei seu blog através do da Juliana, temos algo em comum, meu filho se chama Lucas e tem 3 meses, o nome do teu primeiro filho e o tempo da tua princesinha, hehehe...

Vou te linkar e sempre que possível passarei pra te visitar!

Bjo da Jana e do LUCAS!

♥Alexandre+Luisa= Andre Luiz♥ disse...

oii!!gostei muito do seu blog posso te linkar??meu filhote mama bastante mas nesse mes ele engordou apenas 0.90g fiquei preocupada mas o medico falou que é normal!meu filho mama no peito tenho tanto leite que chega vazar a noite ja que ele nao mama de madrugada,ai sempre tiro e mando para o hospital,caso contrario meu peito doi muitoo..espero que passe logo essa crise dos 3 nunca tinha ouvido falar!
bjos teus filhotes sao lindos

se tiver um tempinho vizita meu blog pra ti conhecer o meu filhote!

Tuza disse...

Olá!
Gostei daqui e das coincidencias que encontrei.
Tb sou mãe de duas crianças, mas são duas meninas.
A mais velha tem 8 anos e a mais nova vai fazer 3 meses dia 30.
Vou ler seus posts antigos, adorei o que já vi!
Mil beijos!

Cecília disse...

Oi, Cinthia, tudo bem? Sou a Cecília e trabalho na Edelman, agência de comunicação da Jorge Zahar Editor. Seus relatos sobre ser mãe, e as dicas estão ótimas! A editora lançou semana um livro com relatos de uma mãe de segunda viagem, como você, contanto as dores e delícias da gravidez, inclusive a visão da outra filha do casal, sobre ter um irmãozinho. Acho que vc vai gostar de conhecer! O resumo de livro está aqui: http://www.zahar.com.br/catalogo_detalhe.asp?id=1188

Abraços

Anônimo disse...

Já conheces A Terra dos Sonhos, uma loja onde pode encontrar artigos variados
com preços de sonho.
www.terradossonhos.net